in ,

Seis guardas-parques foram mortos em emboscada no Parque Nacional de Virunga

Na manhã deste domingo (10), um ataque sangrento resultou na morte de seis guardas-parques do Parque Nacional de Virunga, na República Democrática do Congo. A unidade de conservação é um santuário que protege uma das últimas populações de gorilas-da-montanha na natureza. O ataque ocorreu por volta das 07h30 da manhã, enquanto os guardas faziam uma patrulha a pé, próximo da fronteira do parque.

Os agentes mortos tinham entre 25 e 30 anos. Um sétimo guarda foi baleado, mas sobreviveu ao ataque. “Investigações preliminares indicam que os Rangers [guardas-parques] foram pegos de surpresa e não tiveram oportunidade de se defender, e que os responsáveis pelo ataque são grupos Mai-Mai [grupo de milícia] locais”, dizem as autoridades do parque, em comunicado .

Ataques sangrentos são comuns no parque, vitimados por milícias em busca de recursos, contrabando e caça. O termo Mai-mai é um guarda-chuva para todo tipo de milícia ativa na República Democrática do Congo (RDC), formada originalmente para defender o território local contra outros grupos armados. Sequestros de turistas e ataques em Virunga já foram atribuídos aos Mai-Mai.

“O Parque Nacional de Virunga lamenta profundamente a trágica perda de vidas dos seus guardas-parques, que trabalham incansavelmente e com dedicação para proteger o Parque e as comunidades vizinhas da tirania dos grupos armados. Seu sacrifício não será esquecido nem em vão”.

Desde a criação do parque, em 1925, 200 guardas-parques já foram assassinados em serviço . (Daniele Bragança)

Leia Também 

Doze guarda-parques são mortos em episódio sangrento no Parque Nacional de Virunga

O post Seis guardas-parques foram mortos em emboscada no Parque Nacional de Virunga apareceu primeiro em ((o))eco .

Fonte

O post “Seis guardas-parques foram mortos em emboscada no Parque Nacional de Virunga” foi publicado em 11th January 2021 e pode ser visto originalmente diretamente na fonte ((o))eco

Áudio: Projeto aprovado no Senado pune com mais rigor assédio a mulheres nos campos de futebol

Áudio: Dez indicações para embaixadas e organismos internacionais aguardam análise do Senado