in

pasteurização do impacto

mesmos pitches
mesmos discursos
mesma lógica de pensamento

estamos construindo uma fábrica
de empreendedores sociais?
ou
programas que façam
essa turma pensar?

tá bom, já sei
que o termo’ aceleração’ virou carne de vaca

mas não falo do nome
e sim
dos conteúdos e abordagens
destas iniciativas

de um lado
parecem seguir um certo ‘protocolo’
de requisitos obrigatórios
que dão alguma unidade ao setor

de outro
nos dá uma sensação fordista
de pasteurização mental

Ctrl C + Ctrl V

se para alguns players
o aquário parece pequeno
– muita oferta de ‘aceleração’ para os mesmos negócios –

para a grande maioria
que vive fora do eixo
há sede por ‘aceleração’
(pré, pós, como queiram)

como se vê
são tantos desafios
e tanto por fazer
que
nos perdemos
em busca de outros nomes
para ‘aceleradora’

embora o termo venha
se tornando
carne de vaca

fora do eixo e longe dos holofotes
é onde o termo começa a ter
alguma força narrativa

portanto
será que cancelá-lo ou substituí-lo
é mesmo a melhor opção?

#impactonaencruzilhada

O post pasteurização do impacto apareceu primeiro em Fábio Deboni.

Fonte

O post “pasteurização do impacto” foi publicado em 29th julho 2020 e pode ser visto originalmente diretamente na fonte Fábio Deboni

overdose de métricas

Menos da metade dos municípios do AM possuem serviços de tratamento de esgoto