in

ONU escolhe 17 jovens líderes para o desenvolvimento sustentável, incluindo um brasileiro

oculos
Ralf Toenjes, fundador e CEO da Renovatio, uma organização sem fins lucrativos, e da empresa VerBem, ambas com a missão de democratizar o acesso à saúde ocular no Brasil e no exterior. Foto: Renovatio

Ralf Toenjes, fundador e CEO da Renovatio, uma organização sem fins lucrativos, e da empresa VerBem, ambas com a missão de democratizar o acesso à saúde ocular no Brasil e no exterior. Foto: Renovatio

As Nações Unidas reconheceram nesta sexta-feira (18) 17 jovens defensores do desenvolvimento sustentável que estão liderando esforços para combater alguns dos desafios mais urgentes do mundo e inspirar gerações para um futuro melhor para todos.

Um dos selecionados foi o brasileiro Ralf Toenjes , fundador e CEO da Renovatio , uma organização sem fins lucrativos, e da empresa VerBem , ambas com a missão de democratizar o acesso à saúde ocular no Brasil e no exterior.

Em menos de cinco anos, Toenjes conseguiu montar 15 clínicas oftalmológicas itinerantes e já prestou atendimento oftalmológico a mais de 150 mil pessoas e forneceu óculos para mais de 60 mil em 21 estados brasileiros, além de Moçambique, Haiti e Índia.

Alinhado à sua visão de afetar profundamente os cuidados com a visão no Brasil, Toenjes também fundou a VerBem, um negócio social que visa romper o atual status quo de um sistema que não atinge efetivamente 85% das cidades brasileiras.

Ele recebeu uma bolsa da Fundação Estudar (Fundação Lemann para jovens líderes de alto potencial) e foi convidado a compartilhar sua trajetória em eventos como o Fórum Econômico Mundial, TedX, entre outros.

Indicado pela Forbes como um dos jovens adultos mais promissores do Brasil na lista UNDER30, reconhecido como Empreendedor Social do Ano no Brasil (menores de 35 anos) pela Folha de S.Paulo e pela Fundação Schwab, Líder Global Influente da AACSB e Membro Permanente do Eleito pelo Conselho Nacional da Juventude para a Cátedra de Saúde, Toenjes é um empreendedor social formado em Economia e Negócios pelo Insper e em Direito pela Universidade de São Paulo (USP).

Em entrevista à ONU News ,  ele lembrou a importância de se “mudar a forma como a humanidade produz, consome e se organiza socialmente, pensando em todas as pessoas, e sem deixar ninguém para trás.”

Os Jovens Líderes para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) representam as diversas vozes dos jovens de todas as regiões do mundo e são coletivamente responsáveis ​​por incentivar milhões a favor dos ODS.Tim Lo Surdo 2 400x400 1

De acordo com Jayathma Wickramanayake, enviada do secretário-geral da ONU para a juventude, em tempos sem precedentes, os selecionados de 2020 são um “exemplo claro” de como os jovens estão liderando o caminho na construção de um futuro mais sustentável e inclusivo para todos.

“Apesar de serem desproporcionalmente afetados pela COVID-19, jovens em todo o mundo continuam a demonstrar imensa resiliência, desenvoltura e liderança na busca de soluções inovadoras para se recuperar melhor e alcançar os ODS”, disse ela.

O grupo selecionado se reunirá para apoiar os esforços de envolver jovens na realização dos ODS, tanto por meio de oportunidades estratégicas com a ONU quanto por meio de suas iniciativas, plataformas e redes existentes, de acordo com o escritório da enviada da juventude.

A seleção é feita a cada dois anos pela enviada especial.

Turma de 2020

Com idades entre 18 e 29 anos, os jovens selecionados vêm do mundo todo — Austrália, Bangladesh, Brasil, Bulgária, China, Colômbia, Egito, Índia, Irlanda, Libéria, Nigéria, Paquistão, Peru, Senegal, Turquia, Uganda e Estados Unidos.

Uma das jovens líderes, Siena Castellon, de 18 anos, da Irlanda, é uma defensora dos direitos dos autistas e da neurodiversidade. Ela disse que a plataforma permitirá a ela aumentar a consciência sobre a neurodiversidade e a importância de reconhecer, apoiar e aproveitar as forças e talentos negligenciados de pessoas que pensam e percebem o mundo de forma diferente.

Da mesma forma, para Lester Philipp Vargas Angeles, de 24 anos, do Peru, os Jovens Líderes são uma oportunidade de ajudar milhões de alunos a aprender mais e mais rápido com o apoio do aprendizado virtual habilitado para inteligência artificial (IA) e ajudar a reinventar escolas, universidades e instituições.

Mais informações sobre os dezessete Jovens Líderes de 2020, incluindo seus perfis e compromissos, estão disponíveis aqui .

Landscape 1080x608 1 e1600446766691

Fonte

O post “ONU escolhe 17 jovens líderes para o desenvolvimento sustentável, incluindo um brasileiro” foi publicado em 18th September 2020 e pode ser visto originalmente diretamente na fonte ONU Brasil

francisco menezes2 economista

“Fome tem que ser combatida com renda básica e imposto sobre riqueza”, diz economista

A caixa mágica – 70 anos da TV no Brasil