in ,

O AFEGANISTÃO TAMBÉM PODE SER AQUI

cepia2Bafeganistao

cepia2Bafeganistao
Reproduzo o texto da Cepia (Cidadania , Estudo, Pesquisa, Informação e Ação) e do Católicas pelo Direito de Decidir sobre a situação das mulheres quando a política é dominada pela religião:

cepia2Bdestino2Bdas2Bestudantes
Confinadas ao espaço doméstico, proibidas de sair às ruas, estudar, trabalhar, participar da vida política, de frequentar serviços de saúde, submissas e submetidas à violência doméstica, ao casamento precoce, ao estupro, à mortalidade materna. É assim que o regime Taliban tratou mulheres e meninas quando detinha o poder no Afeganistão, poder que recuperou agora com a falência da ocupação americana no país.  

cepia2Bviolcao2Bdireitos
Invisíveis dentro de burcas , as mulheres e meninas têm morte civil no regime Taliban.  Elas serão regidas por uma interpretação radical e fundamentalista pela sharia, conjunto de leis derivadas do Corão.  

cepia2Bestava2Bna2Bigreja
Mesmo se esta situação é um exemplo extremo da submissão das mulheres, alertamos para o fato de que não se trata de um ponto fora da curva pois, em diversos países, inclusive no Brasil, mulheres e meninas são constantemente ameaçadas de perder direitos em nome de uma cultura patriarcal amparada na interpretação de textos sagrados como a Bíblia, ou os Evangelhos. 

cepia2Btire2Bseu2Bterco
Mulheres e meninas são sempre as principais vítimas quando religião e política se misturam em regimes conservadores que advogam o cerceamento de seus direitos, e questionam sua plena igualdade no casamento, seu direito a uma educação norteada pela igualdade de gênero, e não respeitam a sua autonomia sexual e reprodutiva. Isto está acontecendo hoje no Brasil, onde avança a combinação tóxica de religião e política. 

O Afeganistão também pode ser aqui. 

O post “O AFEGANISTÃO TAMBÉM PODE SER AQUI” foi publicado em 23rd September 2021 e pode ser visto originalmente na fonte Escreva Lola Escreva

img20210923112909890 768x512 1

Falta de informações sobre saúde de presos dificulta controle de doenças, alertam debatedores

Movimento que pediu pacote antiambiental a Paulo Guedes inclui Gerdau, Google, Amazon, Globo e outros