in ,

Livros livres

Nos tempos em que vivemos, de crise sanitária, política e econômica, é preciso mais do que nunca pensar em futuros possíveis. E, para isso, ainda não foi inventado nada mais potente que os livros, suas histórias e ideias, para servir de insumo para a imaginação e a produção de outros mundos. No entanto, em grande medida, as publicações ainda estão fechadas pelas restrições de propriedade intelectual, com circulação bem limitada. Soma-se ainda o fato de que estamos em pandemia, portanto com receio de andar por livrarias ou bibliotecas. Por tudo isso, é muito bom saber que existem iniciativas voltadas à ampla circulação de obras que fazem pensar o momento presente. Neste post vamos apresentar três projetos brasileiros com esse objetivo: a Biblioteca do Comum, a Editora Fi e a Editora Monstro dos Mares.

Fonte

O post “Livros livres” foi publicado em 14th June 2021 e pode ser visto originalmente diretamente na fonte RSS

img20210601122704768 768x512 1

Comissão aprova projeto que prevê línguas indígenas como cooficiais

CARTA DOS POVOS INDÍGENAS DO BRASIL: LEVANTE PELA TERRA