in

Jundiaí/SP amplia em 50% a capacidade de água tratada

Município avança na universalização do saneamento e se torna referência nacional

 

agua

 

Jundiaí realiza obras para ampliar em 50% a capacidade de água tratada: os 53 reservatórios vão ganhar um reforço com a entrega de mais quatro equipamentos, fazendo com que a autonomia do sistema salte de seis para dez horas.

Referência nacional em saneamento e segurança hídrica, o município ocupa a 8ª colocação do ranking ‘Universalização do Saneamento’ e está entre as 10 melhores cidades do Brasil em saneamento.

Juntos, os novos reservatórios somam mais 26 mil m³ de água tratada. O primeiro deles já está em funcionamento no bairro Cecap e dobrou o armazenamento na região, que passou para 2 mil m³. Em fase final de construção, há mais três – dentro da Estação de Tratamento de Água do Anhangabaú (com 10 mil m³ de capacidade), no Jardim Carlos Gomes (5 mil m³) e no FazGran (5 mil m³) – e um em reforma, o R13, localizado no Distrito Industrial de Jundiaí.


LEIA TAMBÉM: NOVO MÉTODO AMERICANO PROMOVE DESSALINIZAÇÃO DA ÁGUA MAIS SUSTENTÁVEL.


Segurança hídrica

Segundo o diretor presidente da DAE, Eduardo Santos Palhares, estas iniciativas visam a segurança hídrica do município.

“A DAE realizou obras no vertedouro da represa, que ampliaram a reservação em um bilhão de litros de água. Agora estamos investindo em mais água tratada, o que é importante principalmente em momentos de manutenção na rede”, disse Palhares, que destaca que apenas os reservatórios somam um investimento de R$ 19,5 milhões.

O município também conta com mais água bruta, em função de intervenções no vertedouro da represa de Acumulação, que aumentaram a capacidade de armazenamento em 12% e, atualmente, é possível reservar até 9,3 bilhões de litros de água, um bilhão a mais do que no passado.

Fonte: Tribuna de Jundiaí.

O post Jundiaí/SP amplia em 50% a capacidade de água tratada apareceu primeiro em .

Fonte

O post “Jundiaí/SP amplia em 50% a capacidade de água tratada” foi publicado em 10th July 2020 e pode ser visto originalmente diretamente na fonte

Políticas públicas de Educação Ambiental nos territórios

São Carlos/SP perde mais de 1,4 bilhão de litros de água tratada por mês