in

Crise Climática: Adaptação, Resiliência e Biodiversidade

Primeiro curso remoto com o objetivo de oferecer e desenvolver habilidades visando ao contato com imprensa e mídias eletrônicas; também para elaborar projetos e recursos a favor de ações no tema

O curso Crise Climática: Adaptação, Resiliência e Biodiversidade, com a participação de 32 alunos, foi ministrado por especialistas da CETESB e professores convidados. Uma das aulas, em 17 de maio, ficou a cargo da diretora-presidente da Companhia, Patrícia Iglecias, com as temáticas “Litigância Climática: desafios e oportunidades para o Brasil” e o “O Acordo Ambiental São Paulo”. Para a dirigente da agência ambiental paulista, “o que se faz hoje, em termos de lesão a um bem protegido, no futuro poderá gerar uma ação envolvendo questões de clima. Por isso temos um tema atual e de grande importância”.

Destacou que “essa primeira turma, composta por profissionais de expressão nas suas empresas, representa uma inovação para a agenda de cursos da CETESB, pela temática, pela abordagem, ampliando o debate e a capacitação”.

Segundo Patrícia Iglecias, a agenda evoluiu muito ao longo dos anos e faz-se necessário preparar profissionais com a melhor informação disponível, para a realização de ações concretas: “Estamos vivendo um período que requer de nós preparação para as alterações climáticas que estão acontecendo e são um fenômeno global.”

Explicou que a CETESB atua na formação de uma base de dados robusta, fortalecendo o conhecimento existente sobre as emissões paulistas e das ações possíveis, para contribuir com o esforço global de reduzir os gases de efeito estufa, com ênfase no Acordo Ambiental São Paulo.

A coordenadora do curso, Josilene Ticianelli Vannuzini Ferrer, assessora da Presidência da CETESB, em outra aula, abordou o tema da “crise climática e os principais desafios em termos de biodiversidade, adaptação e resiliência para as próximas décadas”, o enfrentamento dessa crise, pelos países que desenvolveram mercados de carbono e mecanismos de precificação de carbono, sob a égide da Convenção Quadro das Nações Unidas para Mudanças Climáticas.

Conforme a especialista, foi traçado um panorama a respeito das várias abordagens do tema, pelos vários países e as ações esperadas em desenvolvimento para serem atingidas as metas do Acordo de Paris.

O curso foi desenvolvido para oferecer e desenvolver habilidades visando ao contato com imprensa e mídias eletrônicas e para elaborar projetos e recursos a favor de ações nesses temas. E, ainda, para conhecer políticas e ações na implantação de mecanismos de adaptação e redução das emissões de gases de efeito estufa – GEE, baseado nas metodologias do Painel Intergovernamental de Mudanças do Clima – IPCC e nos instrumentos da Convenção do Clima. Para a coordenadora, devido ao sucesso e interesse no tema, uma segunda turma será realizada no mês de agosto e as inscrições já estão abertas.

As aulas, ao vivo, na plataforma zoom, ocorreram nos dias 10, 17, 24 e 31 de maio, com total de 12 horas. O público-alvo foram os profissionais de nível superior completo, com foco na área de sustentabilidade e gestão ambiental em empresas públicas e privadas; organizações governamentais e não governamentais, setor público, pesquisadores, consultores, estudantes de pós-graduação e outros que buscam especialização na área ambiental.

O curso contou com as participações dos docentes: George Magalhães, diretor executivo da Gema Capital Natural; Manuela Rosa, coordenadora da área científica de Ordenamento do Território, Planejamento e Arquitetura do Instituto Superior de Engenharia da Universidade do Algarve, Portugal; Alexandre Mesquita, graduado em Relações Internacionais com Economia na FAAP; Paloma Costa, advogada formada pela Universidade de Brasília, coordenadora do Grupo de Trabalho do Clima e das delegações da juventude, que foram para a COP24, COP25, e Délcio Rodrigues, ambientalista, consultor e empresário, diretor executivo do Instituto Climainfo; Lilian Barrela Peres, gerente da Divisão de Programas e Projetos de Qualidade Ambiental da CETESB e Rolf Bateman, do The Climate Group.

A organização ficou a cargo do Setor de Cursos e Transferências de Conhecimentos, da CETESB.

A próxima turma que será realizada em agosto, já está em formação, com informações disponíveis no site da CETESB: https://sistemasinter.cetesb.sp.gov.br/cursos/49.pdf

Texto: Rosely Ferreira
Revisão: Cristina Leite
Printes: Josilene Ferrer.

Fonte

O post “Crise Climática: Adaptação, Resiliência e Biodiversidade” foi publicado em 14th June 2021 e pode ser visto originalmente diretamente na fonte CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo

CETESB retoma curso de capacitação em adaptação às mudanças climáticas

Encontro discute Papel do Saneamento Básico e Ambiental na Preservação da Saúde